sexta-feira, 10 de novembro de 2023

Quem guarda rancor precisa fazer terapia?


 

O rancor é um fenômeno humano comum, e a psicanálise oferece uma perspectiva interessante sobre esse sentimento. De acordo com a teoria psicanalítica, ter sentimentos de rancor é uma reação natural às experiências negativas que enfrentamos. Somos seres em processo, sujeitos a interações complexas e muitas vezes dolorosas em nossa vida. É importante compreender que sentir rancor faz parte da nossa natureza, mas o desafio reside em como lidamos com esse sentimento. Não poderia deixa de citar, que muitas uniões estão chegando ao fim, pelo rancor que corrói o mais profundo do nosso Eu. 

É crucial não permitir que o rancor se enraíze em nossa mente, pois isso pode causar mais danos do que a própria ação que o originou. Quando uma pessoa guarda rancor, ela tende a se apegar à sensação de ter sido injustiçada, o que pode criar um ciclo de ressentimento e amargura. Essa pessoa muitas vezes se convence de que está certa e que a outra parte está errada, o que pode levar à rigidez mental e à falta de compreensão mútua.

O rancor também está frequentemente ligado ao desejo de vingança. A pessoa rancorosa pode alimentar pensamentos de retaliação, o que pode ser prejudicial não apenas para ela mesma, mas também para os outros envolvidos. Esse desejo de vingança pode tornar difícil seguir em frente e viver no presente, pois a pessoa está constantemente presa ao passado.

A psicanálise apresenta que a busca pela felicidade é uma escolha pessoal. Podemos decidir se preferimos continuar a viver com sentimentos negativos, como o rancor, ou se queremos ser felizes e deixar esses sentimentos para trás. É um processo desafiador, mas é possível aprender a perdoar e liberar o rancor em prol da própria saúde mental e bem-estar.

Quando alguém se encontra em um ciclo de rancor persistente e não consegue superá-lo por conta própria, buscar a terapia pode ser uma opção valiosa. Um terapeuta pode ajudar a explorar as raízes do rancor, identificar padrões de pensamento negativos e fornecer ferramentas para superar esses sentimentos de forma saudável. A terapia oferece um espaço seguro para a expressão de emoções e a busca por resolução, promovendo o crescimento pessoal e a paz interior.

Em resumo, o rancor é uma reação humana natural, mas é essencial não permitir que ele se torne uma parte arraigada de nossa mente. A psicanálise nos lembra de que a busca pela felicidade é uma escolha pessoal, e perdoar e liberar o rancor pode ser uma maneira poderosa de viver de forma mais plena e saudável. Quando o rancor se torna um fardo insuportável, a terapia pode ser uma ferramenta valiosa para encontrar um caminho em direção à cura e ao bem-estar emocional.


Psicanalista e Psicólogo Alessander Capalbo


#PsiAlessanderCapalbo
#PsicologiaClínica
#PsicanáliseClinica
#AtendimentoOnline


Agende hoje mesmo sua sessão:

Fone e WhatsApp: 61 - 99500-0200

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Poder do Amor na Terceira Idade

Com o passar dos anos, o amor adquire uma profundidade que transcende o tempo, revelando sua verdadeira essência na maturidade e na sabedori...