terça-feira, 7 de novembro de 2023

Consequências possíveis da Separação dos pais, nos filhos



De acordo com a perspectiva de Donald Winnicott, as crianças são altamente sensíveis às dinâmicas emocionais em seu ambiente e às mudanças em suas relações familiares. Aqui está uma análise desses sentimentos e experiências com base em seus pontos mencionados:

  1. Sentimento de abandono: A separação dos pais pode fazer com que uma criança se sinta abandonada, especialmente se ela não compreender completamente as razões por trás da separação. Para lidar com esse sentimento, é essencial que os pais forneçam um ambiente emocionalmente estável e continuem demonstrando amor e apoio à criança.

  2. Sentimento de culpa: As crianças frequentemente internalizam a separação dos pais como sua culpa, o que pode gerar sentimento de culpa. Os pais devem garantir que a criança saiba que a separação não é culpa dela, e que a decisão dos pais não está relacionada a seu comportamento.

  3. Fantasias de reconciliação dos pais: Crianças muitas vezes têm esperanças e fantasias de que seus pais possam se reconciliar. É importante que os pais sejam honestos com a criança sobre a situação, explicando que a reconciliação pode não ser possível, mas que o amor dos pais por ela permanece inalterado.

  4. Agressividade: A criança pode expressar sua agressividade como uma resposta ao estresse e à confusão da separação. Os pais devem ajudar a criança a canalizar esses sentimentos de maneira construtiva, em vez de reprimi-los.

  5. Reorganização edípica: Durante a separação dos pais, a criança pode passar por uma reorganização das relações familiares, o que pode afetar sua compreensão das dinâmicas edípicas. Os pais e cuidadores devem estar cientes dessas mudanças e fornecer orientação e apoio conforme necessário.

  6. Colocação em posição insuprível: É essencial que os pais evitem colocar a criança em uma posição onde ela se sinta responsável por suprir as demandas emocionais deles. Isso pode causar estresse adicional à criança. Os pais devem buscar apoio de adultos para suas próprias necessidades emocionais.

Neste cenário, a empatia, a comunicação aberta e o apoio emocional dos pais desempenham um papel crucial no auxílio à criança durante a separação. Além disso, a consulta com um profissional de saúde mental especializado em psicologia infantil pode ajudar a criança a lidar de maneira mais saudável com esses desafios emocionais.



Psicanalista e Psicólogo Alessander Capalbo


#PsiAlessanderCapalbo
#PsicologiaClínica
#PsicanáliseClinica
#AtendimentoOnline


Agende hoje mesmo sua sessão:

Fone e WhatsApp: 61 - 99500-0200


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Poder do Amor na Terceira Idade

Com o passar dos anos, o amor adquire uma profundidade que transcende o tempo, revelando sua verdadeira essência na maturidade e na sabedori...